Sexta-feira, Junho 21, 2024
spot_img
- Publicidade -spot_img

Veste camisola poveira para receber prémio nacional

- Publicidade -spot_img

Foi com a camisola poveira envergada que Carlos Gomes de Sá, diretor do Agrupamento das Escolas de Aver-o-Mar – gere estabelecimento na vila e também em Navais e Estela – recebeu o Prémios de  Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2001 destinado aos trabalhos de âmbito escolar. No Teatro Thalis, em Lisboa, o responsável pelo agrupamento, acompanhado pela assistente social Andreia Teixeira – a coordenadora do projeto distinguido –   aproveitou a ocasião para sintetizar os contornos da iniciativa, intitulada “Aver-o-Mar para o mundo”, e, antes de tudo, por que é que ele surgiu.

Carlos Gomes de Sá contou que o projeto procurou saber as características das famílias emigrantes, por exemplo o seu acesso aos serviços como o da saúde. Houve formação de línguas estrangeiras para todos os funcionários e oficinas de aprendizagem (matérias ligadas à migração) para professores. O “Aver-o-Mar para o mundo” contemplou ainda a interação com famílias de etnia cigana e realizaram-se, para pais, cursos de iniciação à língua portuguesa. Para os alunos houve oficinas de teatro, música e até de culinária e também ocorreram as “semanas de interculturalidade” que, por causa da pandemia, tiveram de ser efetuadas através da Internet, mas permitiram a ligação a comunidades de Cuba, Cabo Verde, Brasil, Angola, entre outros países. Os estudantes receberam também “kits” de acolhimento e o “site” do agrupamento está já multilingue tal como acontece outros programas para os pais e na biblioteca escola.

Carlos Gomes de Sá explicou o motivo de, na cerimónia no passado dia quatro, ter vestido “camisola poveira”. A obtenção do Prémio de Cooperação e Solidariedade António Sérgio garantiu ao Agrupamento de Aver-o-Mar três mil euros e um curso de formação financeira. Na cerimónia esteve Ana Mendes Godinho, Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. O projeto “Aver-o-Mundo” será apresentado no próximo dia 23 de fevereiro, no V Fórum Anual para a Diversidade e Inclusão, e, um mês depois, na Universidade Católica Portuguesa, no XII Ciclo de Seminários com o mote “Interculturalidade: qualidade educativa, coesão social e cidadania”.

- Publicidade -spot_img
Password protection
Enter Password To Unlock This Content
The Password is: 123
Unlock content
Want to collect
more emails?
Learn 10 of the most effective list-building power mover and grow your list fast.
Download the FREE guide