Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
spot_img
- Publicidade -spot_img

Começaram obras que vão mexer com a pesca e praias

- Publicidade -spot_img

Sob o olhar de Carlos Cruz, presidente da APROPESCA- Organização da Produtores da Pesca Artesanal (na imagem à esquerda), sediada na Póvoa de Varzim, que começaram as dragagens na barra de Esposende para “repor as condições de segurança e navegação”. Os trabalhos são da responsabilidade da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos que prevê um investimento de 1,2 milhões de euros nos próximos dois anos sendo que a principal fatia, 800 mil euros, ocorre já em 2022.

A empreitada começou pela colocação de máquinas que vão efetuar a primeira fase de retirada dos sedimentos que, posteriormente, explica a Direção-Geral, “serão bombeados por tubagem dedicada, com repulsa nas praias adjacentes”, lê-se no comunicado. O recarregamento, com areia, da costa vítima de erosão é igualmente uma parte importante da intervenção que, por isso, está a ser efetuada em conjunto com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e a Agência Portuguesa do Ambiente. Por sua vez, a APROPESCA louvou o arranque da dragagem  “no âmbito do compromisso assinado de investimento na melhoria das condições e segurança dos homens do mar” que, em Esposende, “fazem o seu porto de abrigo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img
Password protection
Enter Password To Unlock This Content
The Password is: 123
Unlock content
Want to collect
more emails?
Learn 10 of the most effective list-building power mover and grow your list fast.
Download the FREE guide