Domingo, Junho 16, 2024
spot_img
- Publicidade -spot_img

CMTV processa autor do envio de vídeo de “falso” carro submerso

- Publicidade -spot_img

O Correio da Manhã deu entrada com um processo em tribunal contra “o autor do envio para o canal de uma montagem em vídeo de um carro submerso, pretensamente na Póvoa de Varzim”. O jornal pede “uma pesada indemnização por danos”.

“Há gente que, por falha de formação, se diverte à custa das angústias e preocupações dos outros. Em psiquiatria esse distúrbio tem um nome. Juridicamente essa conduta não merece, por enquanto, criminalização, digo por enquanto, porque o flagelo das ‘fake news’ inevitavelmente que vai ser combatido pelos ordenamentos jurídicos. Portanto, para mim, que não sou psiquiatra, chama-se imbecilidade”, afirma Carlos Cruz, o advogado da Medialivre, a marca de comunicação social que detém a CMTV, o Correio da Manhã, o Negócios, a Sábado e o Record, entre outros títulos.

O advogado diz que, “na sua boa-fé, a CMTV passou o vídeo que, nas redes sociais, o autor passava na íntegra e se via que era uma infeliz montagem com a miniatura” e garante que o autor do envio “será responsabilizado em tribunal até às últimas consequências”.

O caso aconteceu a 19 de outubro, dia em que foram registadas cheias em algumas ruas na Póvoa de Varzim. Na altura, a CMTV passou o vídeo, enviado para a redação do canal, sem o ter visto na íntegra previamente. No final, já em direto, aquilo que inicialmente parece um carro submerso, era afinal uma miniatura com a qual uma criança brincava numa poça de água. O episódio depressa se tornou viral.

- Publicidade -spot_img
Password protection
Enter Password To Unlock This Content
The Password is: 123
Unlock content
Want to collect
more emails?
Learn 10 of the most effective list-building power mover and grow your list fast.
Download the FREE guide