Domingo, Junho 16, 2024
spot_img
- Publicidade -spot_img

Apanhado com cocaína em tijoleiras diz que a droga não era sua

- Publicidade -spot_img

O empresário brasileiro acusado de liderar uma rede de tráfico de droga, que, em agosto do ano passado, foi apanhado a descarregar uma tonelada de cocaína dissimulada em tijoleira, em Vila do Conde, diz que a droga não era sua.

Citado pelo Jornal de Notícias, Hermes Tavares disse ao coletivo de juízes do tribunal de Matosinhos que não sabe como é que a droga foi parar às tijoleiras. O empresário diz que fazia importação de “kits” de casas pré-fabricadas que incluíam madeira, piso cerâmico e telhas, mas não tijoleira e negou ter adulterado o que quer que fosse para esconder a droga.

“Eu gostava de saber a quem pertencia a droga, mas não sei”, afirmou, acrescentando que os restantes arguidos também nada sabiam, uma vez que só o tinham ido ajudar a descarregar os kits.

O grupo, recorde-se, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) no ano passado, ao descarregar no armazém do empresário brasileiro, em Vila do Conde, um contentor oriundo do Brasil, com cocaína dissimulada em tijoleira. São seis homens com idades compreendidas entre os 33 e os 49 anos, que foram acusados pelo Ministério Público de tráfico de estupefacientes e outras atividades ilícitas. Estão todos em prisão preventiva. Na rua, a droga valeria quase 40 milhões de euros.

Hermes afirma que apenas vendeu “dois ou três kits”, apesar de ter importado seis contentores. Explicou que o objetivo era montar um “showroom”, pelo que continuava a importar as casas pré-fabricadas sem vender as que tinha em armazém.

- Publicidade -spot_img
Password protection
Enter Password To Unlock This Content
The Password is: 123
Unlock content
Want to collect
more emails?
Learn 10 of the most effective list-building power mover and grow your list fast.
Download the FREE guide