Quinta-feira, Junho 13, 2024
spot_img
- Publicidade -spot_img

17.500 falsas urgências encaminhadas para o centro de saúde

- Publicidade -spot_img

O balanço da 1.ª fase do projeto-piloto “Ligue Antes, Salve Vidas” é visto pelo Centro Hospitalar e pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Póvoa de Varzim/Vila do Conde como “muito positivo”. Contas feitas, nesta primeira fase, que se prolongou por seis meses, foram agendadas, pela Linha SNS 24, 17.500 consultas no centro de saúde, ou seja, foram menos 17.500 pessoas que, de outra forma, recorreriam, sem necessidade emergente, ao serviço de Urgência hospitalar. Por indicação da linha de atendimento telefónico do SNS, houve ainda mais sete mil utentes que ficaram em casa em autocuidados.

No total, foram registadas cerca de 50 mil chamadas provenientes da área geográfica da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde e quadruplicou, com a entrada em vigor deste projeto-piloto, o número de referenciações do SNS 24 para o Serviço de Urgência.

Houve ainda sete mil utentes que, por indicação da Linha SNS 24, foram referenciados para os cuidados de saúde primários. Este processo de referenciação originou, ainda, o agendamento pelos Médicos de Medicina Geral e Familiar de 265 consultas abertas hospitalares, em diversas especialidades, para utentes com agudizações de doenças crónicas complexas, “o que evitou que esses doentes potenciassem mais casos de encaminhamento para o Serviço de Urgência”, salientou a diretora do ACES, Judite Neves.

“É importante reforçar a ideia de que este projeto visa melhorar a resposta de saúde às necessidades dos utentes em situação de

doença aguda, sendo esta resposta mais efetiva, segura, atempada e adequada a cada situação”, afirma Gaspar Pais, o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Póvoa de Varzim/Vila do Conde.

Com a 1.ª fase concluída, o “Ligue Antes, Salve Vidas” vai entrar numa segunda fase no próximo dia 16 de janeiro. A ideia, esclarece Gaspar Pais, é a mesma: “o doente ter sempre a melhor resposta, adequada à respetiva situação clínica, em tempo útil e no contexto dos vários níveis de cuidados”. Assim, o atendimento na Urgência da agora Unidade Local de Saúde da Póvoa de Varzim/Vila do Conde terá que ser sempre referenciado pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU/INEM), Linha SNS 24, Cuidados de Saúde Primários, Médico(a) (com base em informação clínica assinada) ou outra instituição de saúde. Sempre que a triagem gerar a prioridade com pulseira “azul” ou “verde” (menos urgentes), o utente é encaminhado para o centro de saúde ou para consulta hospitalar, com agendamento no próprio dia ou no dia seguinte e não poderá ser atendido no Serviço de Urgência.

Recorde-se que projecto-piloto começou a ser implementado em maio de 2023, na área geográfica da agora denominada Unidade Local de Saúde da Póvoa de Varzim/Vila do Conde.

- Publicidade -spot_img
Password protection
Enter Password To Unlock This Content
The Password is: 123
Unlock content
Want to collect
more emails?
Learn 10 of the most effective list-building power mover and grow your list fast.
Download the FREE guide